pt_brfren
Companhia Dos à Deux

Fragmentos do desejo

Fragmentos do desejo

Olhares, gestos contidos, sombras e penumbras... que fazem surgir o desejo...
Amores impossíveis, fatos não ditos revelados pelo corpo.
Uma respiração, uma parada brusca, uma suspensão como num sonho acordado.

Como viver a diferença? Qual é a necessidade de ser você e ser diferente?
Fragmentos do desejo é um equilibrio entre dois abismos: o da necessidade de afirmar quem somos e a dos desejos profundos.

A peça retrata a história de 4 personagens que as vidas entrelaçadas narram a dificuldade de ser. Tudo é sugerido, uma fresta entre aberta sobre o destino de solidões perdidas...

Frente à frente, um homem e seu filho jogam xadrez. Há vários anos jogam a mesma
partida… como um ritual de uma conversa sem palavras. Nesse silêncio absoluto, Olga,
a governanta da casa, lhes observa. Os olhares dizem tudo, as lembranças do passado,
o que não se deve falar…. As respirações marcam as pausas entre cada gesto preciso.
Angelo, esse filho, cujo nascimento matou sua mãe, retorna sistematicamente a casa
do pai, para tentar dizer quem realmente é.

Angelo é também Angel. A necessidade de se travestir vem desde a sua infância, um verdadeiro conflito da sensação de ter nascido em um corpo errado. Angel canta em um cabaré. Sua voz profunda e brilhante parece lhe fazer flutuar sobre a cena.
Orlando é um personagem que foi completamente cativado e hipnotizado por essa voz... sempre vem ao cabaré para ouvir a mágica voz pela qual se apaixonou. Com certeza é a mulher mais linda que ja ouviu.

Orlando é cego… uma história começa…

Fragmentos de vidas, fragmentos de emoções, fragmentos do desejo ...



© 1997-2018 Companhia Dos à Deux - Todos os direitos reservados - Contato - Topo ↑
Site realizado com SPIP por romy.tetue.net